terça-feira, 27 de setembro de 2016

ACIDENTE COM VITIMA FATAL ENTRE A ESTRADA DO ÓLEO E O CONJUNTO NOVA MOSSORÓ ZONA RURAL DA CIDADE.

Um acidente com vitima fatal foi registrado pelo 2º DPRE, Distrito de Policia Rodoviária Estadual, que tem como comandante o Capitão PM Lima, a ocorrência se deu na tarde de terça feira, 27 de setembro de 2016, num local entre a  Estrado do Óleo e o Conjunto Nova Mossoró, Zona Rural da Cidade, onde foi vitima de atropelamento, MANOEL ANDRADE DE SOUZA, 71 anos, militares do Delta Delta estão no local fazendo a pericia e levantamento do acidente.
Os informes colhidos por nossa reportagem dão conta que o ancião MANOEL ANDRADE, trafegava em seu ciclomotor de cor vermelho, quando foi violentamente colhido por uma caminhoneta tendo morte instantânea, o condutor do veículo atropelador ainda não identificado,  na fuga colidiu com um poste deixando o veiculo e se evadindo do local.


A equipe do Instituto Técnico e Cientifico de Policia “ITEP/Mossoró” foi acionado ao local para os procedimentos de pericia e remoção do corpo para a sede do órgão, onde será necropsiado e entregue a familiares para sepultamento.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

CRIME DE LATROCÍNIO NO BAIRRO BOA VISTA EM MOSSORÓ/RN.

Local da ocorrência
 
A vitima no chão ferido a bala
Por volta de 12h15min, de segunda feira, 26 de setembro de 2016, aconteceu um crime de latrocínio “ROUBO SEGUIDO DE MORTE”, a ocorrência se deu na Rua Silva Jardim no Bairro Boa Vista em Mossoró, Oeste do Estado do Rio Grande do Norte, onde foi vitima ANTONIO ADEMAR VIEIRA, 62 anos, pedreiro e evangélico, mais conhecido como irmão TOINHO.
 
De acordo com informes colhidos no local pela nossa reportagem, dão conta que, TONINHO estava na calçada da casa do seu sogro, quando um individuo n uma motocicleta chegou e anunciou o assalto, a vitima entregou seu celular, mais em seguida tentou toma-lo do assaltante, momento este que o malévolo atirou na região frontal da cabeço do irmão TOINHO, que caiu ao chão.

Uma viatura do SAMU ainda veio ao local, tentou reanima-lo, socorreu o mesmo para o Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, mais o irmão TOINHO não resistiu a gravidado do ferimento provocado pelo tiro, vindo a óbito a caminha daquela unidade hospitalar.
 
Toinho sendo socorrido para o HRTM
O bandido após cometer o ato criminoso fugiu em direção a Avenida Coelho Neto, o crime será investigado pelo titular da Delegacia de Furtos e Roubo de Mossoró, o bacharel Luís Fernando, por se tratar de latrocínio.

Este é o 172º crime de homicídio registrado na Cidade de Mossoró em 2016.

POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM SUSPEITO DE TER MATADO SOBRINHO MOTIVADO POR DÍVIDAS DE JOGO DE BARALHO

Crime foi cometido em Marcelino Vieira


Uma investigação realizada pela equipe da Delegacia Municipal de Marcelino Vieira resultou na prisão de José de Anchieta, 57 anos, em Natal, no último sábado (24). Ele é suspeito de ter matado o seu sobrinho Magno Gildácio da Costa, 40 anos, no dia 20 de novembro de 2015, na zona rural de Marcelino Vieira.

José de Anchieta foi preso por policiais civis policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com apoio da equipe do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil (NIP), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, quando ele estava saindo de uma casa de festas na capital.

“Descobrimos que no dia do crime, o tio chamou o sobrinho para um sítio com o intuito de entregar gado como forma de pagamento de uma dívida de R$ 20 mil, contraída devido a jogos de baralho. Os dois acabaram não entrando em acordo e houve uma discussão. José de Anchieta efetuou os disparos em Magno usando um revólver”, detalhou o delegado titular da DP de Marcelino Vieira, Paulo Cesário.

Suspeito de outro homicídio em Marcelino Vieira é recambiado para o RN- Os dois homicídios que aconteceram em Marcelino Vieira, desde a chegada do delegado Paulo Cesário em novembro de 2015 foram elucidados e as prisões dos suspeitos foram realizadas, o que faz com que a Delegacia atinja um índice de resolutividade de 100% em investigações de homicídios.

No dia 06 de maio deste ano, foi preso o foragido da Justiça Francisco Acaciano do Nascimento, vulgo “Fateta”, 39 anos, na cidade de Viana, no estado do Espírito Santo. Ele é suspeito de ter matado Renato de Oliveira Diniz, conhecido por “Renato de João Moisés”, no dia 10 de dezembro de 2015. O crime aconteceu em um bar na praça central de Marcelino Vieira.

 Fateta”, que foi preso com apoio dos Núcleos de Inteligência da Polícia Civil RN e do Espírito Santo e da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter do ES (Decap), foi recambiado para Natal na última sexta-feira (23). Policiais civis da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (Decap) foram até o Espírito Santo buscar o suspeito. Francisco Acassiano do Nascimento e Magno Gildácio da Costa serão levados ainda esta semana para Marcelino Vieira.

Informações: Gustavo Mariano
Assessoria Degepol/RN.

domingo, 25 de setembro de 2016

171° HOMICÍDIO EM MOSSORÓ 2016: ADOLESCENTE DE 17 ANOS É PERSEGUIDO E MORTO EM VIA PÚBLICA NO BAIRRO SANTO ANTÔNIO


A violência não dar trégua a Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte e a cidade registra mais um crime de homicídio provocado por disparos de arma de fogo, o 5º em pouco mais de 24 horas.   

O caso foi registrado pela Polícia Militar, por volta das 12h30min deste domingo 25 de setembro de 2016 no cruzamento das ruas Tabelião Aoem Menescal com José de Almeida Machado, próximo a UPA no bairro Santo Antônio.         

A vítima Vinicius Jales de Oliveira de 17 anos, morador da Baixinha área do Abolição I foi alvejado com vários tiros em via pública e morreu no local.   

Familiares informaram à Polícia, que o adolescente saiu de casa, na Baixinha, pela manhã e estava com a esposa na casa de amigos no bairro Santo Antônio. 

Ainda de acordo com a família, o jovem havia saído da casa dos amigos para comprar uma quentinha e quando caminhava em via pública foi perseguido pelos atiradores.          

Ao ser alvejado, Vinícius correu numa tentativa de escapar dos inimigos, mas foi alcançado e executado com sete disparos de arma de fogo. O jovem tombou sem vida no meio da rua.  

A Polícia ainda não tem muita informação sobre o crime, pois no local, ninguém quis dar informações sobre o caso. Populares disseram apenas que ouviram os disparos, e que visualizaram a vítima estendida ao chão.             

O adolescente, segundo a PM era suspeito de matar a pauladas o padrasto Francisco Hélio Gonçalves da Silva, de 39 anos, caso ocorrido no dia 20 de fevereiro deste ano na Baixinha. Francisco Hélio morreu no Hospital Tarcísio Maia, cerca de 20 dias depois de ser espancado.    

O corpo do adolescente, que foi assassinado por volta das 12h30min, só foi removido por volta das 16h40min, porque a equipe de ITEP estava na Região do Alto Oeste recolhendo cadáver.    

Após ser necropsiado o corpo do jovem será liberado para que a familia providencie o enterro. Este foi o 171º Homicídio registrado em Mossoró neste ano de 2016. O caso será investigado pela DHPP


Por Alcivan Villar/Fim da Linha

MOSSORÓ CONTABILIZA MAIS UM HOMICÍDIO O 170º DE 2016.


FRANCISCO MENDES DE ALMEIDA JUNIOR, 21 anos, morador do Conjunto Habitacional Vingt Rosado, mais conhecido como MENDES JUNIOR, que foi baleado na última quarta feira, 21 de setembro de 2016, quando participava de um evento politico no Bairro Belo Horizonte em Mossoró/RN, não resistiu às gravidades dos ferimentos pós-cirurgia, vindo a óbito, sábado 24 de setembro do corrente ano, no Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, onde se encontra internado.

A CIDADE DE MOSSORÓ REGISTROU MAIS UM CRIME DE HOMICÍDIO O 169º DE 2016.

O mecânico MELKZEDEQUE GOMES DE ARAÚJO, 26 anos, residente do Bairro Boa Vista em Mossoró, foi assassinado a tiros na noite de sábado, 25 de setembro de 2016, o evento criminoso aconteceu na Rua Mestre Canuto no local conhecido por Vagem no Grande Alto de São Manoel.
 
Quando a policia foi acionada e chegou ao local, encontrou o corpo com ferimento de tiros, caído ao lado de uma motocicleta, a ambulância Alfa do SAMU também foi acionada e constatou o óbito.

De acordo com informes repassados por familiares e amigos aos militares que estavam no local, dão conta que a vitima era uma pessoa trabalhadora, não tinha inimigos, não praticava atos ilícitos.

O corpo foi periciado e removido pela equipe do ITEP para a sede do órgão onde será necropsiado.

MOSSORÓ REGISTRA MAIS UM CRIME DE HOMICÍDIO O 168º DE 2016.


ANDRÉ DA SILVA CUNHA, 21 anos, morador do Bairro Santo Antônio, foi alvejado a tiros, quando participava de uma movimentação politica na Avenida Alberto Maranhão em Mossoró, Oeste do Estado do Rio Grande do Norte.

ANDRÉ ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, mais não resistiu à gravidade dos ferimentos, vindo a óbito naquela unidade hospitalar.

A policia não tem informações da motivação do crime nem do seu autor, mais as informações são que ANDRÉ tem passagem pela policia, esta na Cidade de São Paulo e a pouco tempo tinha retornado a Mossoró e estava trabalhando com seu pai no posto de lavagem “Lava Jato”.

O corpo de ANDRÉ foi recolhido no necrotério do HRTM pela equipe do ITEP, para a sede do órgão onde será necropsiado.

sábado, 24 de setembro de 2016

MOSSORÓ REGISTRA MAIS UM CRIME DE HOMICÍDIO O 167º DE 2016.

Casa onde aconteceu o crime
A Central de Operações da Policia Militar registrou mais uma morte violenta na cidade, fato ocorrido na madrugada de sábado, 24 de setembro de 2016, na Rua Antônio Mendes da Silva no Bairro Pintos em Mossoró, Oeste do Estado do Rio Grande do Norte. 
Vitima foi assassinado quando dormia
Onde foi vitima de espancamento região da cabeça por instrumento contundente quando dormia numa rede em sua residência, EDIVANILSON DA FONSECA SARAIVA, 36 anos.
 
Foto cedida por familiares
De acordo com informes de uma irmã da vitima, costumeiramente ela passava todos os dias pela manhã para ver como ele estava, mas quando chegou nesta manhã de sábado, encontrou seu irmão deitado com um profundo hematoma na cabeça e não atendendo o chamado dela, estava desacordado, a policia foi acionada e quando os militares chegaram constatou que EDIVANILSON estava morto. Os militares isolaram a área e acionaram as equipes da delegacia de plantão que esteve local com o delegado Valtair Camilo, com apoio dos agentes de policia civil Cesar Alves e Railton, a do ITEP, coordenada pelo perito criminal Jader Viana, onde foram realizados os procedimentos de pericia e remoção do corpo para a sede do órgão, onde será necropsiado e liberado para sepultamento. 
Dr. Valtair Camilo delegado de plantão de Mossoró
O crime é mais um que entra na pauta de investigação da equipe do bacharel Rafael Arraes delegado da “D.H.P.P.” Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa de Mossoró, para elucidação do crime e seus autores.
Equipe do ITEP/Mossoró Recolhendo o corpo da vitima

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

M O S S O R Ó - A U T O - V I D R O S.




Pensando em oferecer melhor comodidade, espaço, e mais conforto aos seus clientes e amigos, a loja Mossoró Auto Vidros, a melhor e maior loja de para brizas de Mossoró e região, agora está funcionando em novo endereço, na Rua Coronel Gurgel, 535 onde funcionou o antigo prédio da Antártica, no bairro Paraíba.

Para brizas de todas as marcas, faróis, lanternas, borrachas, retrovisores, com os melhores preços do mercado, bom atendimento, estoque e variedade, com troca de para brizas em qualquer parte de Mossoró.

Mossoró Auto vidros. Telefone para contato, - 3316  - 9 0 3 6.
Organização  -  Luciano.

TRÊS ASSALTANTES SÃO PRESOS PELO G T O DE APODI NO RN.

Após uma tentativa de homicídio, o Grupo Tático Operacional da companhia de Polícia Militar  da cidade de Apodi no RN, saiu em diligências e conseguiu abordar um veiculo com as mesmas características do veículo envolvido na referida tentativa de homicídio.


Durante à abordagem, os policiais constataram que além dessa tentativa de homicídio, os ocupantes do veículo haviam praticado um roubo a um estabelecimento comercial na cidade de Umarizal também no Rn.
 
Na ocasião foram presos Miqueias Pinheiro de Lima, que é natural de Apodi, Francisco Denilson Lima da Silva, natural de Limoeiro CE, e Paulo Henrique da Silva natural de Mossoró no RN. 
Vítima, João Victor de Oliveira Sales, natural de Caraúbas no Rn. 

Em poder dos elementos, os policiais apreenderam três revolveres,  544 reais, 40 frascos de perfumes, 10 frascos de hidratantes, 01 balança de precisão, 05 relógios, 06 celulares, 10 munições cal. 38, joias variadas( pulseiras, cordões, brincos) 01 veículo tipo corsa de cor preta placas DFO - 6265/Mossoró e 01 par de tênis.
 
Os criminosos  foram apresentados na Delegacia de Policia Civil de Apodi, e em seguida ficaram custodiados no Centro de Detenção Provisória da cidade,  aguardando decisão judicial.
 
Assessoria do 2º BPM.

RP 233 PRENDE DUPLA COM TRÊS MOTOS ROUBADAS E VÁRIOS OBJETOS EM MOSSORÓ/RN.


Motos roubas é recuperadas pela PM com a dupla
Uma dupla armada com revolveres estava trafegando em uma motocicleta tipo Honda Start de cor vermelha, com placa QGA 4533 de Tibau, tomada de uma mulher gravida que saia de uma clinica na cidade de Mossoró, realizou assaltos em vários pontos da cidade, durante a manhã de quinta feira, 22 de setembro de 2016, mas terminou caindo nas garras da polícia.
Os acusados chegando na DEFUR
Fotos Jr Dantas/4dzpatrulha
A Rádio Patrulha 233, composta pelo Cabo Manoel e o Soldado Lúcio, se deparou com dois indivíduos com as mesmas características e veste s repassados via rádio pelo “COPOM” Centro de Operações da Policia Militar de Mossoró.

Os militares abordaram a dupla na Avenida Rio Branco, nas proximidades do Supermercado Serrano, no bairro Santo Antônio. Um deles portava um revolver calibre 32 municiado, uma mochila com os produtos dos roubos, como relógios, celulares, aliança, e um cordão de ouro.

Os assaltantes foram reconhecidos por uma das vitimas. Foi realizada uma averiguação na placa da motocicleta, que eles trafegavam, sendo constatado que também era produto de roubo. 
Revolver a objetos fruto de roubo recuperados pela PM.

Cabo Manoel conduziu os dois até uma residência na Rua Gaspar Breno no Abolição V, onde eles escondiam os objetos roubados.

Com apoio da guarnição do cabo Arimateia e do soldado Erisberto e da RP 234, ainda foram encontradas mais duas motocicletas com queixa de roubo.

Os dois acusados Igor Natan da Silva de 18 anos de idade, residente na Rua Nilo Peçanha no bairro Barrocas em Mossoró, e um menor infrator de 14 anos, foram conduzidos pelos militares juntamente com as três motos roubadas e os objetos para serem apresentados ao delegado Luís Fernando da DEFUR/Mossoró, onde foram ouvidos e flagranteados no artigo 157 do Código Penal Brasileiro, assalto.

EQUIPE DA DHPP DE MOSSORÓ PRENDE MACAQUINHO POR ROUBO MAJORADO.

A equipe da “DHPP” Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa de Mossoró, que tem como titular o bacharel Rafael Arraes, prendeu Maxuel Vieira da Silva, que atende pela alcunha de "Macaquinho" na residência dele, localizada  na Baixinha, fato ocorrido na manhã desta quinta feira, 22 de setembro de 2016, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, expedido pela justiça da comarca de Mossoró, sob sentença de roubo majorado. "Macaquinho"  também é investigado por homicídio em Mossoró.


Como o mandado de prisão em desfavor de Maxuel era por roubo majorado, a equipe da homicídio, o conduziu até a presença do delegado Luís Fernando da Defur, onde foram realizados os procedimentos, e em seguida encaminhado a Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Sousa, onde ficará preso aguardando  decisão da justiça. 

RP 1203 RECUPERA MOTOCICLETA COM QUEIXA DE ROUBO EM MOSSORÓ/RN.

Na manhã desta quinta feira, 22 de setembro de 2016, policiais militares da Rádio Patrulha 1203, composta pela dupla BERG, Cabo Lindemberg e o Soldado Luzemberg, lotados no 12º BPM, que tem como comandante o Major Costa, recuperaram uma motocicleta tipo Bros de cor amarela, placa NNM 7365 com queixa de roubo na cidade de Mossoró/RN.


De acordo com os militares, e a vitima na Delegacia Especializada em Furtos e Roubos onde foram feitos os procedimentos de apreensão do veiculo e entrega pela equipe do Dr. Luís Fernando,  a referida motocicleta foi tomada de assalto durante a manhã de quarta feira, (21/09/16), em uma  estrada carroçável que liga o Conjunto Habitacional Vingt Rosado a UERN.

DUAS PESSOAS BALEADAS DURANTE UMA MOVIMENTAÇÃO POLÍTICA EM MOSSORÓ/RN.

Na noite de quarta feira, 21 de setembro de 2016, quando acontecia uma movimentação politica de um candidato a vereador em Mossoró,  na Rua Sousa Leão no Bairro Belo Horizonte, dois indivíduos em uma motocicleta tipo Traxx de cor preta, efetuaram disparos de arma de fogo contra a pessoa de Francisco Mendes de Almeida Júnior, de 21 anos de idade, um dos organizadores da carreata que terminou sendo atingido com dois tiros na região da cabeça. 

O policial militar Jocildo Fábio Gonçalves que também participava do evento político, ouviu os estampidos dos tiros, mas pensou que se tratava de fogos de artifícios.

Na dúvida o policial resolveu verificar de perto, e percebeu uma pessoa caída ao chão.

Ao  se aproximar  para prestar socorro,  um dos indivíduos ainda de arma em punho, disse que não olhasse para ele e efetuou um disparo em sua direção, atingido-o a altura do ombro.

O militar sacou a pistola, mas o atirador conseguiu se evadir sem ser atingido. O policial manteve a cautela, e evitou efetuar novos disparos que receio de atingir alguma das pessoas que  participavam da movimentação política.
 
O PM sendo transferido da UPA do BH para o HRTM
O militar Jocildo foi socorrido por participantes do evento politico para a “U.P.A.” Unidade de Pronto Atendimento do Belo Horizonte, onde recebeu os primeiros atendimentos, e em seguida transferido pela ambulância do SAMU para o Hospital Regional Tarcísio  Maia.

Fábio Mendes foi socorrido direto para o HRTM em estado gravíssimo, de acordo com a equipe do Samu.
Fabio Mendes.
Várias guarnições da policia militar e da guarda civil municipal, ainda realizaram diligências pelo  Bairro Belo Horizonte e adjacências, com o objetivo de localizar e prender os indivíduos, mas não obtiveram êxito.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

UM EM CADA TRÊS BRASILEIROS ACREDITA QUE EM CASOS DE ESTUPRO A CULPA É DA MULHER.

Um em cada três brasileiros acredita que, nos casos de estupro, a culpa é da mulher, de acordo com pesquisa Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e divulgada nesta quarta-feira (21).
Segundo o levantamento, entre os homens o pensamento ainda é mais comum: 42% deles dizem que a violência sexual acontece porque a mulher não se dá ao respeito ou usa roupas provocativas. A culpabilização da vítima também acontece entre as mulheres, que são as que mais sofrem com o crime: 32% concordam com a afirmação.
O levantamento foi realizado pelo instituto Datafolha, que entrevistou, entre os dias 1º e 5 de agosto, 3.625 pessoas de 217 cidades espalhadas por todo o Brasil. A margem de erro máxima estimada é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
A pesquisa apontou que 65% dos brasileiros temem sofrer algum tipo de violência sexual. O temor é muito maior entre as mulheres e é sentido por 85% delas. O medo de ser estuprada também varia conforme a região do Brasil. No Nordeste, por exemplo, o índice de mulheres que receiam ser vítimas do crime chega a 90%. No Sul do país, é de 78%.
O estudo também fez um levantamento com base na idade dos entrevistados. Neste recorte, os brasileiros com 60 anos ou mais aparecem como os que mais tendem a culpar as vítimas. Enquanto 44% dos idosos alegam que mulher com roupa curta não pode reclamar de estupro, a quantidade de pessoas entre 16 e 34 anos que concordam com o pensamento é de 23%.
O nível educacional é outro fator que, de acordo com a pesquisa, influencia em um posicionamento sobre o assunto. Quase metade (47%) dos brasileiros que cursaram apenas o ensino fundamental colocam as vítimas como responsáveis pela violência sexual. Entre os entrevistados com ensino superior, o número não chega a 20%.
Para a maioria da população, as leis nacionais protegem os estupradores, ainda segundo o estudo. A atuação das polícias também é questionada por grande parte dos brasileiros: 51% afirmaram não acreditar que a Polícia Militar (PM) esteja preparada para atender mulheres vítimas de violência sexual e 42% pensam o mesmo da Polícia Civil.
Em agosto, o G1 reuniu reportagens publicadas de 2006 até julho de 2016, período de vigência da Lei Maria da Penha, 4.060 textos, que reúnem histórias de mulheres agredidas, estupradas e mortas por maridos, companheiros, namorados ou ex-parceiros.
Um em cada três brasileiros acredita que, nos casos de estupro, a culpa é da mulher, de acordo com pesquisa Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e divulgada nesta quarta-feira (21).
Segundo o levantamento, entre os homens o pensamento ainda é mais comum: 42% deles dizem que a violência sexual acontece porque a mulher não se dá ao respeito ou usa roupas provocativas. A culpabilização da vítima também acontece entre as mulheres, que são as que mais sofrem com o crime: 32% concordam com a afirmação.
O levantamento foi realizado pelo instituto Datafolha, que entrevistou, entre os dias 1º e 5 de agosto, 3.625 pessoas de 217 cidades espalhadas por todo o Brasil. A margem de erro máxima estimada é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
A pesquisa apontou que 65% dos brasileiros temem sofrer algum tipo de violência sexual. O temor é muito maior entre as mulheres e é sentido por 85% delas. O medo de ser estuprada também varia conforme a região do Brasil. No Nordeste, por exemplo, o índice de mulheres que receiam ser vítimas do crime chega a 90%. No Sul do país, é de 78%.
O estudo também fez um levantamento com base na idade dos entrevistados. Neste recorte, os brasileiros com 60 anos ou mais aparecem como os que mais tendem a culpar as vítimas. Enquanto 44% dos idosos alegam que mulher com roupa curta não pode reclamar de estupro, a quantidade de pessoas entre 16 e 34 anos que concordam com o pensamento é de 23%.
O nível educacional é outro fator que, de acordo com a pesquisa, influencia em um posicionamento sobre o assunto. Quase metade (47%) dos brasileiros que cursaram apenas o ensino fundamental colocam as vítimas como responsáveis pela violência sexual. Entre os entrevistados com ensino superior, o número não chega a 20%.
Para a maioria da população, as leis nacionais protegem os estupradores, ainda segundo o estudo. A atuação das polícias também é questionada por grande parte dos brasileiros: 51% afirmaram não acreditar que a Polícia Militar (PM) esteja preparada para atender mulheres vítimas de violência sexual e 42% pensam o mesmo da Polícia Civil.
Em agosto, o G1 reuniu reportagens publicadas de 2006 até julho de 2016, período de vigência da Lei Maria da Penha, 4.060 textos, que reúnem histórias de mulheres agredidas, estupradas e mortas por maridos, companheiros, namorados ou ex-parceiros.