quinta-feira, 23 de novembro de 2017

ACRE REGISTRA 410 AFOGAMENTOS SOMENTE ESTE ANO.

Somente este ano, o Acre registrou 410 afogamentos nos rios do estado, segundo informou o Corpo de Bombeiros. Só na capital, foram 14 mortes e, de acordo com os dados, 65% dos afogamentos ocorrem nos fins de semana.
A região Norte do Brasil tem a maior incidência de mortes por afogamentos do país. O Rio Acre, que corta 8 municípios no estado, é escolhido para banhos e lazer por muitos acreanos. Mas, mesmo em época de seca, os cuidados devem ser redobrados.
“O maior índice de afogamento se dá na época em que o rio está com menor cota de água. Neste momento, estamos passando por uma maior cota, mas os incidentes aquáticos não terminam. As pessoas continuam usando o rio para lazer e também não conhecem os perigos que o rio oferece através de balseiros [pedaços de vegetação] e árvores submersas, descendo no rio”, explica o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão.
Os homens são as principais vítimas de afogamento. Falcão diz ainda que conhecer o local escolhido para se refrescar pode evitar acidentes.
“Não utilize os rios, pois 75% das mortes acontecem em rios e represas. Jamais se jogar na água, entre de maneira tranquila. Verificar o local que vai banhar, se tem profundidade adequada, não ingerir bebida alcoólica e jamais abandonar crianças”, orienta.

G I  - ACRE.

Nenhum comentário: