sábado, 30 de dezembro de 2017

ENFERMEIRA É MORTA A TIROS NO CONJUNTO RESIDENCIAL ABOLIÇÃO I NA CIDADE DE MOSSORÓ NO RN.

O número de crimes de homicídio praticados na cidade de Mossoró no estado do Rio Grande do Norte, durante este ano de 2.017, que estar terminado não para de crescer, e já ultrapassou a contagem do ano passado. Já foram registrados pela polícia 249 assassinatos.

Durante a tarde deste sábado, 30 de dezembro de 2.017, mais um crime de homicídio foi registrado, fato ocorrido por volta das 16Hs. na Rua Francisco das Chagas, no Conjunto Habitacional Abolição I.

A vítima, uma mulher de nome Ivonete Titino da Silva, que tinha 40 anos de idade, era enfermeira, e foi morta a tiros no endereço acima citado, quando chegava a residência de um parente.

A enfermeira foi surpreendida por indivíduos que ocupavam um carro de placas não anotadas. Um deles efetuou disparos de arma de fogo em direção a enfermeira, que foi atingida com cerca de seis tiros, vindo a óbito no local.

Após a prática do ato criminoso, os assassinos fugiram tomando rumo ignorado, sem deixarem pistas para a polícia, que realizou diligências, mas não conseguiu localizá-los e predê-los.

Informações da polícia que a vítima trabalhou como enfermeira cuidando de uma pessoa idosa na residência de Hiroíto Gonçalves Falcão, que era funcionário da Uern, e foi morto durante um assalto na própria residência em junho deste ano.

Ela chegou a ser presa juntamente com o marido, e outra pessoa suspeita de participação no latrocínio, mas havia sido posta em liberdade.

Duas pessoas suspeitas no caso do funcionário público Heroito já foram mortas a tiros.

O corpo da enfermeira foi examinado no Itep pelo médico legista de plantão, e em seguida entregue aos familiares para o sepultamento.

Nenhum comentário: