terça-feira, 23 de outubro de 2018

HOMEM QUE MATOU A PRÓPRIA COMPANHEIRA PARA ROUBAR EM OLHO D'ÁGUA DO BORGES É PRESO E ENCAMINHADO PARA A CADEIA PÚBLICA DE MOSSORÓ NO RN.


Suspeito de ter matado a própria companheira para roubar o dinheiro de uma moto que ela tinha vendido, segundo o delegado que investiga o caso.


Maria do Socorro. Era funcionária pública municipal da cidade de Olho D'Água do Borges. Morta a golpes de faca desferidos pelo próprio companheiro segundo a polícia.

"Ele a matou para roubar. Ela tinha vendido uma motocicleta, e ele queria o dinheiro. Isso causou um desentendimento entre o casal, e ele terminou matando-a a golpes de faca. A gaveta onde estava guardado o dinheiro da venda da moto, ficou com manchas de sangue, porque depois que ele a esfaqueou abriu a gaveta com as mãos sujas de sangue para pegar o dinheiro"

Foi o que afirmou o delgado Paulo Nilo, responsável pela investigação da morte da funcionária pública Maria do Socorro Ferreira de Oliveira, fato ocorrido na cidade de Olho D'Água do Borges, no interior do estado do Rio Grande do Norte, região oeste potiguar.

Maria do Socorro foi morta a golpes de faca desferidos pelo próprio companheiro, um homem de 45 anos de idade, que foi preso durante a tarde desta terça feira, 23 de outubro de 2.018, lá mesmo em Olho D'Água do Borges
pela Polícia Civil, que recebeu denúncias anônimas, que o acusado da morte da funcionária estaria escondido em um determinado local da cidade.

Já havia um mandado judicial expedido que determinava a prisão temporária do suspeito, até a data do julgamento. 

Inicialmente o caso era investigado como  feminicídio, mas agora tratado como latrocínio. Matou para roubar.

O preso foi encaminhado para a Cadeia Pública de Mossoró no RN, onde ficará aguardando decisão judicial.

A vítima tinha 50 anos de idade, e foi morta em casa, situada na área central da cidade de Olho D'Água do Borges. Ela era servidora pública municipal.

Informações que o companheiro da vítima, estava embriagado quando cometeu o crime, o que não justifica tamanha crueldade e covardia, disse o delegado.

Fonte - G I - RN.
Redação - Ferreira Monte.

Nenhum comentário: