quarta-feira, 31 de outubro de 2018

POLÍCIA CIVIL DE ASSÚ NO RN INVESTIGA CRIMES CONTRA MULHERES E PRENDE UM SUSPEITO.



Foi detido após ter atacado uma mulher em via pública.


Desde o último domingo (28), a Delegacia Municipal de Assú instaurou dois procedimentos de investigação para apurar crimes de violência contra duas mulheres, um dos casos investiga os estupros sucessivos que teriam sido praticados por um pai, contra a filha. O outro caso é referente a uma vítima que teria sofrido importunação sexual por parte de um homem, que foi preso em flagrante. 
No domingo (28), a equipe de policiais civis de plantão da Delegacia de Assú foi comunicada de um possível crime de estupro praticado por um pai, contra a própria filha. Os estupros teriam começado quando a vítima tinha apenas nove anos de idade e continuaram sendo praticados contra a filha, que possui 17 anos. Nesta terça-feira (30), o pai da vítima faleceu após se envolver num acidente de automóvel. Investigações e indícios preliminares desse acidente apontam que o pai tenha cometido suicídio, pois há relatos de que o suspeito teria jogado seu veículo contra um caminhão de transporte de combustíveis, após tomar ciência que os fatos estavam sendo apurados pela Polícia Civil, com a colaboração da adolescente.

Na noite desta segunda-feira (29), na área urbana de Assú, a Polícia Militar foi acionada e conseguiu prender, em flagrante delito, a pessoa de Danyel Gleydson Bezerra Fonseca, pelo crime de importunação sexual. Ele foi detido logo após ter atacado uma mulher em via pública, colocando a mão dentro da calça da vítima, com o intuito de praticar atos libidinosos.

Na delegacia, o agressor confessou o crime e afirmou que possui um “distúrbio” que provocaria a vontade de fazer sexo sem controle e atacar as mulheres, além de se masturbar em vias públicas. Após a prisão, surgiram diversas notícias de outras mulheres da cidade que teriam sido vítimas de ataques realizados por Danyel Gleydson. Porém, as possíveis vítimas ainda não foram à Delegacia formalizar as denúncias. A Polícia Civil solicita que a população continue colaborando de forma anônima com informações e denúncias, através dos telefones 99992-2122 e 98155-2956.

Informações: Gustavo Mariano/Degepol/RN.

Nenhum comentário: