terça-feira, 20 de novembro de 2018

HOMEM QUE MATOU A EX-MULHER A GOLPES DE FACA E SIMULOU SUICÍDIO É PRESO NA CIDADE DE MOSSORÓ NO RN.

Matou a ex-mulher a golpes de faca, e simulou um suicídio. Preso durante a tarde desta sexta feira por agentes da Delegacia de Homicídios em Mossoró, e de forma fria confessou o crime.

Com um mandado de prisão preventiva em mãos, expedido pela justiça de Mossoró no RN, agentes de polícia civil, lotados na Delegacia de Proteção a Pessoas, sob o comando do delegado Rafael Arraes, prenderam durante a tarde desta terça feira, 20 de novembro de 2.018, a pessoa de Fredson Dázio de Freitas Silva, de 25 anos de idade, acusado de ter assassinado a ex-mulher a golpes de faca tipo peixeira, e simulado um suicídio.

O crime ocorreu no dia 13 do corrente mês, no bairro Belo Horizonte, mais precisamente na Rua Eufrásio de Oliveira.

A vítima, Paula Cristina Souza Dantas, que tinha 30 anos de idade, foi encontrada morta no interior da própria residência, apresentando marcas de cortes de faca pelo corpo.

Inicialmente o caso foi tratado como suicídio, uma que a vítima foi encontrada com a faca em uma das mãos, e cortes nos braços e mãos, como se realmente tivesse cometido o suicídio.

O laudo cadavérico realizado no Itep, constatou cortes de faca em outras regiões do corpo de Paulinha, como era mais conhecida, o que levantou suspeita de homicídio.

Um dia após o crime, o delegado chegou a conversar com Fredson, e ele negou veementemente que tivesse ocorrido homicídio. Disse que ela vinha deprimida, e falava em se matar.

As lesões profundas encontradas no corpo da vítima, levaram os agentes da Delegacia de Homicídios à aprofundar as investigações. A prisão preventiva foi solicitada pelo delegado.

Ao ser preso na tarde desta terça feira, ele confessou o crime, e disse que matou a ex-mulher, porque ela não aceitava o fim do relacionamento.

Ele disse que ela teria pego uma faca, e investido contra ele, e ele disse que a matou relatou o delegado.

Depois de autuado, Fredson foi conduzido para a Cadeia Pública de Mossoró, onde ficará a disposição da justiça.

Nenhum comentário: