quarta-feira, 3 de abril de 2019

ACUSADOS DA PRÁTICA DE ASSALTOS SÃO PRESOS PELA POLÍCIA MILITAR NA CIDADE DE MOSSORÓ NO RN.





Por volta das 08hs30m desta quarta feira, 03 de abril de 2019, policiais do GTO Grupo Tático Operacional, do 2º Batalhão  de Polícia Militar, comandado pelo Major Maximiliano Fernandes, foi acionado pelo CIOSP,  para apoio na área do 12º Batalhão, comandado pelo Tenente Coronel Humberto Pimenta, ambos com sedes na cidade de Mossoró no RN, devido uma série de ocorrências de roubo na área de divisão dos dois Batalhões.

Os policiais  se organizaram, e fizeram um patrulhamento na região do Conjunto Habitacional Vingt Rosado, e, nas proximidades da Rua Paulo Gutemberg de Noronha Costa, abordaram dois elementos em atitude suspeita, trafegando em uma motocicleta.
 
Durante à abordagem aos dois indivíduos, identificados como Gibson Silva Dutra de 22 anos de idade, e o comparsa dele,  Wanderson da Silva Rocha, de 19 anos de idade, os policiais encontraram com o garupa, dois retrovisores, que ele portava na cintura, o que causou estranheza aos militares. Indagado sobre os retrovisores, ele disse que era para a motocicleta dele, mas o referido transporte estava com os dois retrovisores no local.

Durante a conversa, a polícia procurou saber, saber onde residiam. Um deles disse morar no Alto da Pelonha, e o outro no bairro Alto da Conceição, e que estava ali para limpar um mato no quintal de uma residência. Desconfiados, e regidos pela experiência, os policiais convidaram os indivíduos para ir até a residência de um deles, no caso o do Alto da Pelonha, onde foi encontrado uma motocicleta que havia sido tomada de assalto no Conjunto Habitacional Maria Odete, poucas horas antes deles serem abordados.

Os dois foram conduzidos para a Delegacia de Furtos e Roubos, onde foram reconhecidos pelo proprietário da motocicleta, como sendo os autores do assalto. 

O delegado titular da especializada os autuou no artigo 157 do Código Penal Brasileiro, roubo, e depois os encaminhou para a Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Souza, onde ficarão aguardando julgamento. 




Nenhum comentário: